Criar uma infraestrutura não é algo simples em uma empresa. Além do básico como onde passar o cabo de rede, como fazer uma instalação adequada de telefonia, ou configurar a impressora, muitas empresas também devem se adequar ao uso de sistemas no dia a dia.

Os sistemas de gestão ficam cada vez mais populares, fazendo o que as boas e velhas planilhas não dão mais conta, os sistemas correspondem a uma nova salvaguarda de informações, seja ela para proteger dados, seja ela para ser de fácil conferência para todo um grupo de pessoas.

Os sistemas prontos de gestão existem no mercado, geralmente atendendo grandes empresas que possuem algum segmento parecido. Mas se o segmento for diferenciado, e em uma implantação ele precisar ser totalmente customizado, o custo benefício deixa de ser válido, e acaba se tornando uma dor de cabeça tremenda.

Com isso, foi percebido no mercado uma tendência de Outsourcing, a famosa terceirização. Algumas empresas possuem imensos departamentos de TI para desenvolver algum sistema interno e manter as informações funcionando, existe um clássico problema nestes casos, muitas vezes por não ser o norral da empresa, os gastos com um departamento acabam ficando maiores que uma fabricação de um sistema próprio, e é aí que a Fábrica de Software entra.

"Ciência e tecnologia revolucionam nossas vidas, mas a memória, a tradição e o mito moldam nossas respostas".

Arthur Schlesinger

Com a sua cara

O conceito da fábrica de software é justamente o que seu nome sugere, derivada do mesmo conceito de fábricas normais, ela utiliza de conceitos existentes no mercado como metodologias, processos e até mesmo recursos para desenvolvimento e manutenção de um sistema.

Com as necessidades especiais de uma empresa, a fábrica de software consegue com análises e através da experiência dos desenvolvedores, adequar exatamente a cara do contratante, diferente de Sistemas de Gestão (ERP) prontos, onde muitas vezes as próprias empresas precisam de adequar aos processos, engessando muitas vezes o trabalho, ou sendo necessárias customizações, que com o tempo, não valem mais o investimento inicial.

 

Vale o investimento?

Analisando do ponto de vista de uma ferramenta feita para seu gosto e sua forma de trabalho, alguns benefícios despontam rapidamente:

  • Economia – com um sistema feito com a cara da empresa, os processos ficam padronizados, diminuindo o tempo de execução de um projeto ou rotinas diárias.
  • Downsizing – conceito de redução de pessoas, através de uma ferramenta já customizada, fica menos dependente de uma área de TI, podendo até centralizar informações em uma ou duas pessoas, dependendo do tamanho da empresa.
  • Produtividade – a eficiência toda poderá ser medida através de relatórios gerenciais já ditados no processo de implantação. Podem ser desde um simples balanço patrimonial, a uma complexa Consolidação de Balanço.

Esses são apenas alguns benefícios adquiridos com um bom investimento em uma Fábrica de Software parceira, por isso, também se deve analisar bem o mercado antes de investir em algo, procurar uma empresa confiável e que entregue os produtos em dia pode ser também um grande desafio.

Diferenças entre Sistema Customizado e Sistema Pronto

Ainda está na dúvida de que tipo de sistema se enquadra mais em uma empresa específica? Então vamos listar aqui as diferenças essenciais entre um sistema já pronto e um customizado por uma Fábrica de Software.

  • Custo – Muitos se enganam ao pensar que um sistema feito sobre demanda para uma empresa possa ser mais caro! Isso se deve a um sistema pronto levar uma “bagagem” com ele algumas vezes. Vamos pensar em um exemplo, um sistema modular que leve um módulo contábil, muitas vezes só funcionará com totalidade se trouxer consigo uma rotina financeira para ser alimentado. Logo, esse sistema obrigatoriamente levaria dois módulos. Em uma customização, essas rotinas já trabalhariam juntas, aproximando o valor de dois módulos em um sistema pronto.
  • Genérico X Assertivo – partindo de um ponto onde um sistema pronto usa rotinas genéricas do mercado para diversas rotinas, um sistema fabricado acaba sendo mais assertivo na implantação, pois já trará todas as rotinas diárias da empresa. Vamos pensar em um módulo voltado para estoque, visto que alguns itens possuem tributação diferente, isso deve ser totalmente padronizado no momento da implantação, em um sistema sobre demanda, o tempo de implantação será reduzido devido sua assertividade imposta pelo contratante.
  • Implantação – reiterando o dito acima, a implantação de um sistema sobre demanda costuma ser muito mais rápida, justamente pelo desenvolvimento ter sido realizado da forma que a empresa precisa, isso traz um ganho de tempo, e impacta diretamente no custo, tendo em vista que um sistema já pronto, acaba trazendo consigo enormes tempos de implantação para ajustar todos os parâmetros necessários do legado da empresa.

 

Como tenho acesso a um sistema pré-fabricado?

Uma das partes mais importantes ao investir fortemente em um sistema, é justamente a sua pesquisa a fundo, um estudo do que sua empresa faz, e quem pode te atender melhor. Por isso, é sempre interessante checar mais de uma informação, e mais de um orçamento.

Se não sabe exatamente por onde começar, nós da Mestres da Web temos o prazer de lhe receber, apresentar nosso portfólio e também fazer um orçamento, para tirar seu projeto do papel, possuímos respeitados atuantes na área de desenvolvimento, com todo o cuidado e respeito pelo que você tem em mente.

 

Até o Próximo Artigo.

 

Escrito por Fernando Cunha – Especialista e Empreendedor em Negócios Online.