https://mestresdaweb.com.br/marketing/
Novo Aprenda Conosco

Análise de requisitos na criação de um app: saiba o que é

A análise de requisitos é crucial no momento da criação de um app. Dessa forma, caso atribuições não sejam feitas corretamente, como dos requisitos funcionais e não funcionais, seu projeto pode ter de sofrer com revisões ao longo do tempo.

Por isso, é importante observar cada detalhe e entender as etapas do desenvolvimento do software. Então, para que você aprenda mais sobre a engenharia de requisitos, continue lendo!

O que é a análise de requisitos

Inicialmente, é interessante falar sobre o que é a análise de requisitos. De forma geral, ela pode ser definida como uma avaliação de quais são as funcionalidades necessárias pelo app para que ele cumpra as metas estabelecidas no projeto.

Isto porque o sistema deve obedecer às suas necessidades. Assim, requisitos definem a estrutura e o comportamento que o sistema deverá ter. 

Ou seja, deve cumprir as funções que são entendidas como necessárias. Além disso, porém, também deve atender a requisitos de recursos, objetivos e outros padrões estabelecidos para o usuário.

Especificação e análise de requisitos na prática

A partir do conhecimento do que é a análise de requisitos, é necessário começar a especificar quais deverão ser eles no seu software. Aliás, saiba que é bom dar bastante atenção a esta etapa, uma vez que incertezas a respeito dos requisitos podem gerar atrasos e redefinições no projeto.

Por isso, uma outra definição importante é a de requisitos funcionais e a de requisitos não funcionais. Dessa forma, via de regra os sistemas podem ser divididos em partes contendo um deles e a outra.

Então, são eles que vão trabalhar os principais conceitos definidos na análise de requisitos em questões como funcionalidades e interface. Por isso, descrevemos nas próximas seções como cada um funciona.

Requisitos funcionais

Primeiramente, portanto, após o entendimento da análise de requisitos, começamos pela explicação do que são os requisitos funcionais. Na verdade, não é muito difícil compreender.

Em síntese, requisitos funcionais são definidos pela necessidade ou solicitação que é, então, feita pelo software. Dessa forma, eles são como uma espécie de conjuntos de funcionalidades que formam o seu app.

Temos, por exemplo, funções de geolocalização, de emissão de relatórios, de cadastros de clientes, da inclusão de dados no sistema, entre outros. Além disso, vale ainda salientar que múltiplos requisitos funcionais podem compor uma só funcionalidade.

Como resultado, a relevância deste tipo de requisitos se dá porque sem eles o sistema não possui funcionalidades. Por isso, eles são cruciais no desenvolvimento de aplicativos.

Requisitos não funcionais

Para finalizar esta publicação sobre análise de requisitos, resta falarmos sobre os requisitos não funcionais. Naturalmente, eles são distintos dos que explicamos acima, os funcionais. Assim, enquanto os requisitos funcionais dizem o que o software irá fazer, os não funcionais definem como será feito.

Ou seja, os requisitos não funcionais não se relacionam especificamente com as funcionalidades do sistema em questão. Em vez disso, eles estão ligados a fatores como a confiabilidade, a segurança, o desempenho e as tecnologias utilizadas na criação do app.

Por essa razão, a eles também deve se prestar muita atenção. Caso sejam feitos de qualquer jeito, podem acabar culminando em problemas na execução das funcionalidades definidas nos requisitos funcionais.

De modo complementar, os requisitos não funcionais ajudam na definição de características como o sistema operacional, o método de desenvolvimento, o tempo, etc. Dessa forma, normalmente também podem ser mensuráveis.

Eles também podem ser categorizados em três formas principais. São os requisitos organizacionais, os requisitos de produto final e os requisitos externos. Dentro de cada uma dessas categorias ainda pode haver outras.

Por fim, saiba que a engenharia de requisitos requer que atributos desses dois requisitos sejam bem definidas na arquitetura. Sem isso, seu sistema pode estar fadado ao fracasso.

Gostou dessa publicação? Então acompanhe nosso blog para aprender mais!

Spread the love

Posts Relacionados

Fábrica de Aplicativo

Sistema ERP Para Indústria 4.0: O que Significa?

O que o Sistema ERP e Indústria…

Fábrica de Aplicativo

UX design: Vantagens e Benefícios Para Colaboradores

Ao contratar um sistema de gestão para…

Fábrica de Aplicativo

O que Um Aplicativo Precisa Ter Para Atrair o Consumidor

O que você costuma levar em consideração…

Fernando Cunha Fernando Cunha

Com mais de 12 anos de experiência em tecnologia e formado pela FAAP em Administração de empresas, hoje é o CEO da Mestres da Web, empresa referência no mercado nacional e com projeções de expansão internacional.