https://mestresdaweb.com.br/marketing/
Novo Aprenda Conosco

Sistema ERP Para Indústria 4.0: O que Significa?

O que o Sistema ERP e Indústria 4.0 tem em comum? O gerenciamento de uma empresa é algo complexo e esbarram em diversos setores que, se não estiverem bem integrados uma tomada de decisão no momento errado pode comprometer todo o funcionamento do seu projeto. A automação é uma realidade que não tem como abrir mão, pois os software de gestão são tão importantes quanto os serviços prestados por sua empresa.

Contudo, não basta apenas alimentar um software com as informações de sua empresa e esperar que tudo fique perfeito, pois cada setor tem suas particularidades. Por isso, o ERP vai ajudar a gerenciar e integrar os setores da sua empresa com a harmonia e a precisão que você busca para o bom funcionamento do seu negócio.

O que é Sistema ERP

Em termos gerais, sistema ERP é uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa possibilitando a automação e armazenamento de todas as informações de negócios possibilitando um fluxo de informação único, contínuo e consistente.

Grandes empresas precisam que de um sistema ERP para que tudo possa funcionar de forma integrada, com a possibilidade de detectar possíveis falhas de produção para que nada possa afetar o fluxo de trabalho nas indústrias.

Com o mercado cada vez mais competitivo as empresas precisam ter mais agilidade e eficiência, contando com  o mínimo de erro possível para evitar custos elevados e mão-de-obra desnecessária. Uma vez que a informação é compartilhada por meio de um sistema de gestão integrada, os gestores obtêm grandes avanços, tanto na qualidade quanto na produtividade.

A indústria 4.0 é a quarta revolução industrial e sua finalidade é tratar das inovações tecnológicas onde estão envolvidos automação, controle e tecnologia da informação. Sem um modelo ERP, seria impossível fazer toda essa tecnologia conversar entre si para um único propósito, o funcionamento integrado.

A indústria 4.0 precisa contar com funcionalidades capazes de coletar e analisar dados entre máquinas, tornando os processos mais ágeis e eficientes, facilitando e melhorando a produção com redução de custo e melhoria na qualidade. Por isso ela conta com a inteligência de dados, a internet das coisas, a inteligência artificial e o cyber físico.

Cada um desses pontos são muito importantes na era da indústria 4.0 pois contam com precisão na análise de dados e gráficos que possibilitem um antecipação nas tomadas de decisões. Com a inteligência de dados é possível traçar uma meta mais produtiva, organizar os pontos com funcionamento ruim, prever tendências de mercado e analisar o comportamento dos consumidores.

Também contam com a automação de serviços que integram o funcionamento entre o homem e a máquina com o intuito de melhorar o fluxo da produtividade com uma visão ampla e moderna para os novos serviços, permitindo uma abordagem muito mais ampla e com potencial de eficiência maior do que através de métodos tradicionais.

Com todo esse crescimento da indústria não seria possível gerenciar todos os setores de forma sincronizada e funcional sem o sistema ERP, as vantagens são inúmeras:

  • Controle e qualidade da produção
  • Relacionamento com o cliente
  • Integração dos setores da indústria
  • Acompanhamento das vendas
  • Transparência e segurança
  • Diminuição de erros
  • Gestão de pessoas
  • Previsibilidade
  • Estruturação de processos
  • Redução de custos
  • Aumento da produtividade
  • Tecnologias disruptivas

O que é Preciso Para Ter Um Sistema ERP para Indústria 4.0

O gestor deve se conscientizar que toda implementação deve ser bem planejada e que sempre trará impactos nos processos de funcionamento da empresa. Por isso, é preciso contar com uma fábrica de software com experiência na implementação de sistemas ERP, pois não é uma solução de evento único e sim um processo contínuo. É algo que a empresa tem que manter o controle para evitar falhas sistêmicas que possam afetar a funcionalidade do software ERP.

É preciso também realizar o treinamento dos colaboradores para que isso não se torne desgastante e não prejudique o fluxo de trabalho. O treinamento deve acontecer antes que o sistema efetivamente entre em operação.

Outro ponto importante para que se tenha um sistema ERP implementado é a precisão dos dados informados na hora de alimentar o sistema. Dados incorretos bagunçam o sistema e ele perde sua função. É fundamental que esteja tudo informado de acordo para que o erro não prejudique todos os setores. Não pode começar errado, é preciso ter consistência nas informações implementadas no sistema.

Planejar é a principal das etapas na hora de implementar um sistema ERP para seu negócio. Pesquise, converse com os profissionais que irão desenvolver o sistema e certifique-se de que escolherá o mais adequado para sua empresa e, se este, será capaz de integrar com perfeição todos os setores com eficiência. Portanto, é preciso conhecer como são desempenhadas cada função de sua empresa para ter certeza de que fez a escolha certa. Nesta hora, é importante ouvir os setores de forma individual e com a atenção necessária para que a escolha seja feita de maneira a atender com excelência todas as demandas.

Os sistemas ERP disponíveis no mercado são:

  • Sistemas ERP legados: mais antigos, são difíceis de prestar suporte e necessitam peças especiais que podem ter tido a produção extinta.
  • Sistemas engessados: são sistemas mais baratos, não disponibilizam muitos recursos e não acompanham o crescimento da empresa ao longo do tempo. O que fará com que você tenha que migrar para outra plataforma ou outro sistema ERP.
  • Sistema gratuito: podem parecer uma ótima ideia no início, não são. A maioria das empresas que optam pela sua utilização acabam tendo que gastar com consultoria, pois esse sistema não suprem todas as suas necessidades e as empresas acabam migrando para outro.
  • Back Office: apesar de não ser considerado um sistema ERP, está muito perto de ser. Acompanhado de um sistema ERP legado, pode se tornar uma grande ajuda.
  • Sistema verticalizado para um canal de negócio: Esse sistema geralmente é utilizado por lojas físicas e franquias. Eles não possuem uma gestão tão especificada e um planejamento ideal. Contém funcionalidades voltadas para promoções, controle de comissão e outras necessidades de uma empresa desse tipo.
  • ERP idealizado para Omnichannel: é o modelo mais indicado e completo atualmente. Traz um controle mais completo do financeiro, produtos, fluxo de caixa. Tem novos meios de impressão de boletos e notas fiscais, entre todas as necessidades de uma empresa.

Analise bem todas as funcionalidades e encontre o que melhor atende às necessidades do seu negócio. Fale com um especialista de fábrica de software e comece agora a automatizar os setores da sua empresa.

Spread the love

Posts Relacionados

Fábrica de Aplicativo

Sistema ERP Para Indústria 4.0: O que Significa?

O que o Sistema ERP e Indústria…

Fábrica de Aplicativo

UX design: Vantagens e Benefícios Para Colaboradores

Ao contratar um sistema de gestão para…

Fábrica de Aplicativo

O que Um Aplicativo Precisa Ter Para Atrair o Consumidor

O que você costuma levar em consideração…

Fernando Cunha Fernando Cunha

Com mais de 12 anos de experiência em tecnologia e formado pela FAAP em Administração de empresas, hoje é o CEO da Mestres da Web, empresa referência no mercado nacional e com projeções de expansão internacional.